O prefeito de Marizópolis, José Vieira da Silva (PTB), aderiu na tarde desta sexta-feira (24) ao projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB). Depois de reunir-se com o coordenador da campanha socialista na região de Cajazeiras, Carlos Antônio (DEM), o petebista assegurou que estará até domingo (26) nas ruas de sua cidade para reverter o resultado do primeiro turno.

O prefeito, que estava afastado do cargo desde setembro, foi reempossado nesta sexta-feira. “Percebi que, para Cássio Cunha Lima, o meu voto não tem valor, o apoio do meu grupo político não vale nada. Sempre votei com ele, até no primeiro turno, mas Cássio não soube valorizar o apoio que recebeu em Marizópolis”, criticou.

Além do desprestígio por parte do tucano, José Vieira disse que conversou com amigos, aliados políticos e militantes, e que ouviu que deveria apoiar a reeleição de Ricardo. “Estava esperando voltar ao cargo para anunciar o apoio, e por isso a adesão veio no apagar das luzes, mas agora vamos empunhar a bandeira de Ricardo, o governador que tanto tem feito pelo nosso Estado”, finalizou o prefeito


Com assessoria

 

Na noite desta quinta (23) foi realizado no ginásio poliesportivo do Colégio Estadual de Guarabira a cerimônia de entrega de certificados para alunos dos cursos do PRONATEC/IFPB.

Com o ambiente lotado foi realizado alguns discursos por parte de alguns participantes da cerimônia. Estavam presentes autoridades políticas e a direção do IFPB Campus Guarabira e a coordenação do PRONATEC.

Mas um fato que chamou muito a atenção é que em um evento realizado para a entrega de certificados mais de 1 mil alunos saíram sem receber absolutamente nada. Muitos alunos ficaram revoltados com a situação. A coordenação dos cursos não deu nenhum tipo de explicação, apenas encerrou o evento e todos foram para casa sem entender o que estavam fazendo naquele local.

Ainda foi registrado atraso no recebendo do auxílio financeiro que é garantido de forma regular pelo programa e todos os cursos foram realizados sem que os alunos recebessem uniformes e material didático.
 
 
Com Leonaldo Ferreira


O deputado federal reeleito, Manoel Júnior (PMDB), reagiu, nesta sexta-feira (24), às acusações de que ele teria ajudado a detonar a candidatura de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) ao Governo do Estado nas eleições 2014.

Em entrevista a Rádio Arapuan FM, o parlamentar disse quem, se alguém ajudou retirar a candidatura do deputado federal eleito, foi o próprio irmão, o senador Vital do Rêgo (PMDB), que disputou o Governo da Paraíba.

“Dizer que nós detonamos a candidatura de Veneziano, se alguém detonou foi o próprio irmão, não fui eu. Ele é que assumiu a condição de candidato. Se alguém traiu, deve ter sido lá em Campina Grande onde um teve 67 mil votos e o outro teve 17”, disparou Manoel Júnior.

Ainda durante a entrevista, Manoel Júnior também respondeu a perguntas sobre a aliança do PMDB com o PSB do governador e candidato a reeleição, Ricardo Coutinho (PSB). Manoel Júnior disse que todos aqueles que estão apoiando o socialista precisam explicar a população os motivos do apoio.

“Quem tem medo de verdade que bote o rabo entre as pernas. Eu não me vendi e não me vendo a governador nenhum. Não tem dinheiro, não tem poder econômico e facilitação”, disse Manoel Júnior garantindo que não consegue entender como o partido agora consegue subir em um palanque e negar tudo que disse contra a gestão.


 Com  MaisPB

 

Os disparos de um alarme de incêndio durante o debate entre os candidatos ao governo do Rio de Janeiro, realizado ontem (23) à noite pela Globo, levantaram a suspeita de sabotagem contra a emissora. O alarme tocou duas vezes no terceiro e último bloco do embate entre Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB). O som estridente vazou no ar e incomodou plateia e candidatos. Promovido no Projac, central de estúdios da Globo, o debate quase foi interrompido.

Ao final do encontro, a apresentadora Ana Paula Araújo disse que foi um "alarme falso" e que estavam "todos bem". Segundo jornalistas da Globo, a emissora trabalha com a hipótese de que o alarme teria sido disparado propositadamente, numa tentativa de sabotagem.
Oficialmente, a Globo nega que esteja investigando sabotagem. "O sensor de fumaça disparou acidentalmente e só foi desligado depois que a brigada de incêndio constatou in loco que nada de anormal acontecia no estúdio. Os sensores já foram trocados", informou a emissora em nota.

O primeiro alarme tocou no início do terceiro bloco, quando Ana Paula Araújo anunciou as considerações finais dos candidatos. Preocupada, a apresentadora chegou a chamar o intervalo, mas o barulho terminou antes de Marcelo Crivella começar suas considerações.
O segundo barulho soou no estúdio menos de quatro minutos depois do primeiro e interrompeu as considerações finais de Luiz Fernando Pezão. A Globo teve que voltar o tempo do candidato assim que o som desapareceu.
Assista ao momento em que o alarme tocou durante o debate da Globo no Rio de Janeiro: (em 39'55 e 43'30).



Uol



 

Os institutos IBOPE e IPESPE registraram novas pesquisas para corrida ao governo do Estado da Paraíba, os número deverão ser divulgados neste sábado vésperas da eleição.

A  primeira pesquisa IPESPE divulgada na semana passada deu vantagem ao candidato tucano Cássio Cunha Lima (PSDB) sobre o socialista Ricardo Coutinho (PSB). Já a pesquisa IBOPE apontou o socialista a frente do tucano.

Agora aguardar os novos números para ver se houve mudanças significativas em cada instituto.

 
Candidato a deputado estadual este ano, o servidor público municipal Gutemberg Lima Davi, mais conhecido como Berg Lima, não conseguiu se eleger, mas obteve 11.775 votos - dos quais, expressiva maioria em sua principal base eleitoral, Bayeux: 9.048 votos. Nesta quinta-feira, 23, a jovem liderança política fez um manifesto em suas redes sociais, dando pistas seguras a respeito de sua posição neste segundo turno.
De acordo com o texto, Berg Lima anuncia que deixa seu grupo político plenamente à vontade para escolher qualquer um dos dois candidatos - Cássio Cunha Lima (PSDB) ou Ricardo Coutinho (PSB). Contudo, confessa: a maioria, de forma democrática, foi favorável à candidatura de Cássio. Pessoalmente, ele diz assumir uma postura de neutralidade.

Veja, abaixo, a íntegra do texto de Berg Lima:

“Quero me dirigir aos Bayeuxenses e Paraibanos, por ocasião do 2º turno das eleições no Estado da Paraíba.
Nós obtivemos nesse pleito a confiança de 11.775 votos em toda a Paraíba, sendo 9.048 votos só no Município de Bayeux, obtendo uma diferença de quase 6 mil votos para o segundo colocado na cidade, o que desde já somos muito gratos por essa confiança depositada.
Ficou claro que os Bayeuxenses reconhecem no nosso nome, a nossa capacidade para representar o Município de Bayeux na Assembleia Legislativa, o que só não aconteceu haja vista o sistema pesado que permeia todo o processo político eleitoral injusto e desigual.
Somos hoje o representante de Bayeux, isso legitimado nas urnas no dia 05 de outubro, obtendo a 2ª suplência na minha coligação, e com isso teremos a responsabilidade e o cuidado devido ao se conduzir perante o povo que nos escolheu como tal.
Agora, estamos no 2º Turno das Eleições para o Governo do Estado, e hoje, tomo uma decisão que foi balizada justamente com respeito às pessoas que nos confere o papel de representá-las onde quer que cheguemos. Enfatizo meu estilo de encarar a política como a arte de ouvir as pessoas, pautando o bem comum e as transformações sociais.
Decidi então liberar meu grupo político para tomar suas próprias decisões, e a maioria de forma democrática foi favorável a candidatura de Cássio Cunha Lima, diante disso tomo a seguinte decisão:
A atual conjuntura local e hostilidade eleitoral em que se desenvolveu este pleito, tomo uma decisão de NEUTRALIDADE para este segundo turno, deixando livre eleitores, familiares, amigos e militantes do nosso projeto”.




Asessoria

 

O ex-vice-prefeito de Cuité, Fabiano Valério (PMDB), anunciou apoio à candidatura do governador Ricardo Coutinho (PSB), na noite desta quarta-feira (22), durante comício realizado na cidade, que contou com a participação do deputado federal eleito e ex-vice-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB).

 “Sempre votei pelo trabalho, e fiz comparação entre um governador que trabalha por outro que não fez nada por nossa região. Ricardo Coutinho fez muito por nossa cidade, enquanto o outro candidato não fez absolutamente nada”, disse o ex-vice-prefeito, que no primeiro turno apoiou o candidato do seu partido, o senador Vital do Rêgo.

Como cuiteense, Fabiano Valério disse que ‘não se dobra’, e que Ricardo representa a continuação do projeto que tem transformado a Paraíba. “Não queremos que as obras que Cuité precisa sejam esquecidas por um governador que só fez cavar buraco, e buracos que nem água deram para nosso povo”, criticou o peemedebista, em referência aos sete anos de gestão do candidato do PSDB, que foi cassado pela Justiça em 2009 por abuso do poder político e econômico.


Assessoria

 

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides,  lembra aos eleitores paraibanos que o horário de votação no segundo turno das eleições, que acontecerá no próximo domingo (26), será das 8 às 17 horas do horário local, uma vez que o Estado não adota o horário de verão.


O desembargador ressalta também a importância do eleitor se dirigir à sua seção eleitoral portando um documento com foto. “Embora nos municípios onde a votação é feita com biometria o eleitor possa ser identificado apenas pela digital, nós recomendamos que leve um documento com foto para no caso de por alguma razão a identificação biométrica não se efetivar ele está preparado para se identificar através do documento e votar assinando o caderno de votação”, explicou o presidente do TRE.


De acordo com Resolução do Tribunal Superior Eleitoral, os mesários devem efetuar oito tentativas de captar a digital do eleitor, caso não seja possível, a urna deve ser liberada para o voto com identificação através de documento com foto e assinatura. Algumas pessoas têm as digitais desgastadas pelo uso de produtos químicos, pela idade ou trabalhos manuais pesados como o corte da cana de açúcar.


O Tribunal Regional Eleitoral recomenda também que os eleitores evitem o uso de hidratantes, cremes ou óleos nas mãos antes de votar pois isso pode interferir na leitura das digitais e evitar a identificação. Com esse cuidado todos estarão contribuirão para que a votação seja mais rápida.
 
 
 
Com Paraíba.com

O senador eleito e presidente estadual do PMDB, José Maranhão, preferiu não entrar na polêmica envolvendo integrantes do partido de São Bento e o ex-prefeito de Campina Grande e deputado federal eleito, Veneziano Vital do Rego, que na última segunda-feira (20) teria chamado-os de “traidores” durante evento político na cidade.

Ontem, o presidente do Diretório Municipal do PMDB em São Bento, vereador Francivaldo Silva de Araújo, o Nenar, informou, que recebeu cerca de 100 pedidos informais de desfiliação de integrantes do partido, após as declarações de Venezianos, que teria ficado chateado com o fato de membro do partido não terem apoiado a candidatura do partido ao Governo do Estado no primeiro turno das eleições.

“Essa é uma questão que envolve Veneziano e os filiados de São Bento. Não posso me envolver nesta questão, pois só iria aumentar a celeuma. Sou da reconciliação, esse é meu estilo”, afirmou.

MaisPB

 Candidatos Ricardo e Cássio

Os candidatos ao Governo da Paraíba Cássio Cunha Lima (PSDB), da coligação ‘A Vontade do Povo’; e Ricardo Coutinho (PSB), da coligação ‘A Força do Trabalho’, cumprem série de compromissos de campanha nesta sexta-feira (24).


Ricardo Coutinho fará caminhada, às 10h40, no bairro das Malvinas, em Campina Grande, com concentração na Rua Piramidal. Às 14h40, retorna a João Pessoa para uma carreata nos bairros Funcionários I, onde se iniciará, ao lado da Praça Lauro Wanderley; seguindo por Jardim Planalto, Bairro dos Novais e Cruz das Armas. Durante a noite, às 18h40, seguirá com carreata nos bairros de Jaguaribe, concentrando-se na Praça dos Motoristas; partindo na direção de Rangel e Cristo.

Cássio Cunha Lima fará, a partir das 9h, uma carreata pelo Vale do Mamanguape, com concentração no município de Rio Tinto, nas imediações da Igreja Matriz. O candidato passará pelas cidades de Mamanguape, Itapororoca, Araçagi, Guarabira, Cuitegi, Alagoinha, Mulungu e Gurinhém. À noite, irá ao Sertão, onde fará carreata em Patos, concentrando-se no Alto da Tobiba (saída para Teixeira).


Portal Correio
Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 54%
- Aécio Neves (PSDB): 46%
Ibope (Foto: Arte/G1)
Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.
Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
- Dilma Rousseff (PT): 49%
- Aécio Neves (PSDB): 41%
- Branco/nulo: 7%
- Não sabe/não respondeu: 3%
O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.

O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
Aécio - 42%
Dilma - 36%
Expectativa de vitória
O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.
1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país).
 Pesquisa Datafolha
Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 53%
- Aécio Neves (PSDB): 47%
Datafolha (Foto: Arte/G1)
Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".
De acordo com o Datafolha, a presidente Dilma Rousseff (PT) tem uma vantagem inédita sobre Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 22, Dilma tinha 52%, e Aécio, 48% dos votos válidos.
Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
- Dilma Rousseff (PT): 48%
- Aécio Neves (PSDB): 42%
- Em branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 5%
O Datafolha ouviu 9.910 eleitores em 399 municípios nos dia 22 e 23 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01162/2014.
Certeza do voto
O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum. Veja os números:
Dilma
46% - votariam com certeza
15% - talvez votassem
37% - não votariam de jeito nenhum
1% - não sabe

Aécio
39% - votariam com certeza
18% - talvez votassem
41% - não votariam de jeito nenhum
2% - não sabem
1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país).



G1


Um idoso de João Pessoa caiu em um golpe de compra de produtos pela internet. O homem comprou pela internet 10 celulares iPhones 6, da Apple, mas no lugar dos aparelhos, recebeu um coco e uma garrafa de refrigerante. Ele pagou R$ 18,1 mil, sendo que foram R$ 8 mil de entrada.
O aposentado decidiu comprar os aparelhos depois que o filho adolescente viu uma promoção na internet e achou que valia a pena pagar a quantia. O pai pagou a entrada de R$ 8 mil e parcelou o restante. A compra foi feita no dia 18 de outubro e a entraga aconteceu no dia 20, pelo Sedex.Quando a família abriu, encontrou apenas o coco e a garrafa.
Foi registrado queixa na delegacia do idoso na última terça-feira (21).




Com Paraíba.com